Monday, November 28, 2016

Quanto ganhou de salário um piloto de helicópeto nos EUA em 2016?


Segundo o website Salary.com, um dos mais conceituados do gênero nos Estados Unidos, um piloto de helicóptero ganhou uma média de US$ 88 mil dólares até novembro de 2016.

Mas claro para chegar nessa faixa salarial que variou de US$ 75 à US$ 114 mil dólares, vários fatores são considerados.

Você pode acessar link abaixo para melhor entendimento.

Friday, October 28, 2016

São pequenos aviões? Disco voadores? Não são 100 drones!

Como sabido, o avanço da tecnologia em muitas coisas nos confudem. 

É comum olharmos para o céu, e quando vemos qualquer luz diferente, nossa imaginação vai a mil por hora. As palavras extra-terrestres ou disco voadores, são as primeiras que chegam na nossa mente. 

Há uns anos atrás, quando os drones começaram a aparecer, muitos “pilotos” aprontaram alguns bons sustos nas vizinhanças americanas, principalmente naquelas onde muitas das vezes, dependendo da região dos Estados Unidos, a noite era muito escura.

Passado alguns bons anos, muita coisa mudou. Hoje esses “pilotos” não mais assustam. Muitos inclusive usam suas técnicas partipando de corrida de drones dentro de prédios vazios e fechados! Uma tremenda habilidade. 

Depois com a câmera GoPro, o drone tomou uma outra forma de uso. Se tornou uma grande ferramenta de diversão gravando momentos incríveis, e também uma grande ferramenta de trabalho em diversos campos. 

Se você não viu, vale a pena ver essa “dança noturna dos 100 drones”, de uma fantástica propaganda da gigante Intel usando o máximo recurso possível e imaginável de luz e tecnologia. 

Segue vídeo e veja onde estamos chegando!


Saturday, September 24, 2016

NBAA 2016 - Onde a aviação executiva se encontra nos Estados Unidos

O mercado de aviação americano se prepara para NBAA de número 69. Para aqueles que ainda não têm intimidade com a abreviação, NBAA significa National Business Aviation Association – Associação Nacional de Negócios em Aviação, no português bem claro. Foi fundada em 1947 e é baseada em Washington, D.C. 


O NBAA 2016 – Business Aviation Convention & Exhibition é tido como o quarto maior trade show dos Estados Unidos com mais de 1.000 exibidores. 

Esse evento que atrai entusiastas de aviação do mundo inteiro, se realiza anualmente na cidade de Orlando, no estado americano da Flórida, no Orlando Convention Center. Esse ano será dos dias 1 à 3 de novembro.

O preço das entradas como apresentado no website oficial comprando online e antecipado é de US$ 285.00 para membros e US$ 485.00 para não–membros; e na porta para os não-membros US$ 585.00!!! Como podemos concluir, com esses preços de bilheteria, “não se joga conversar fora”. 


 Para você que pensa em conhecer de perto o que é a indústria e/ou mercado de aviação executiva nos Estados Unidos, é simplesmente mais um evento imperdível. 

Maiores informações você pode buscar no http://www.nbaa.org/events/bace/2016  

Thursday, September 22, 2016

Renovando a frota aérea. Um cuidado que supera divergência política!



Segundo a agência Associate Press, o governo americano através do escritório de Contrôle de Ativos Estrangeiros do Tesouro, autorizou a Boeing e Airbus a exportar aeronaves comerciais ao Iran. 

Apesar da Airbus ser européia, por ter mais de 10% do componentes americanos, se faz necessário a licença da OFAC - Office of Foreign Assets Control.

A saber OFAC administra e aplica sanções econômicas dentre de outras sanções contra os países e grupos individuais, como terroristas e narco-traficantes.

A Boeing irá vender 80 aviões que corresponde a quase US$ 18 bilhões de dólares. Por sua vez, a Airbus já considerou inicialmente 17 aviões, A320s e A330s com a aprovação da OFAC e mais 118 aviões já estão na mira.

Na minha opinião, quando eu li tal matéria, pensei na força do dinheiro. 


O que alguns bons bilhões de dólares fazem. Simultaneamente, pensei no quanto sucateado deve estar a aviação iraniana para adquirir tantas aeronaves. 

Pensei nas milhares de vidas inocentes que com certeza, muitos não concordam com o regime, cruzam os céus iranianos sem ter a mínima mas a mínima noção do perigo que correm. 

Meditando mais no assunto, pensei em outros países que não adotam o capitalismo americano, que apesar de ser polêmico em muita coisa, ainda é bem melhor do que outros regimes. Pensei nesses países que são desconectados “do mundo”...pensei nesses países que optam por acusar o americano de tudo de ruim que acontece no mundo!

São decisões polêmicas que o governo americano toma mas não cabe a nós julgar o certo e o errado; e sim saber que vidas serão poupadas com uma frota nova. 

Apesar de saber que muito dinheiro vai rolar, admiro colocar a segurança acima da divergência política. Como aprendi, segurança não é negociável.

Thursday, August 25, 2016

Imagem termal de um caça F-35 da Forças Armadas americanas



Apesar do nossos olhos serem perfeitos, hoje muitas das coisas que vemos, só podem ser vistas por causa da tecnologia. 

O vídeo abaixo não foi usando uma camera GoPro que nos proporciona imagens maravilhosas, antes inimagináveis aos olhos humanos.

No caso do vídeo apresentado, é uma imagem termal, com cameras especiais que fotografam e registram qualquer tipo de calor.  A camera testemunha a beleza de um F-35.

Com motor P&W, alcança uma velocidade máxima de 1.929 KM/hora e com uma autonomia de 2.138 Km. O preço? O preço médio é alguma coisa girando ao redor de US$ 178 milhões de dólares. O mais “simples” custa US$ 148 milhões. O preparado para os Marines, US$ 251 milhões de dólares, e o da marinha custa US$ 337 milhões de dólares.  Precisamos explicar porque guerra é caro, e se bobear, quebra um país?

A bela imagem proporcionada pela FLIR SYSTEMS mostra um caça a Lockheed Martin F-35 que é usado pelas forças armadas americanas.  Esse caça é considerado um dos TOP 10 U.S. Fighter Jets. 

Veja o espetáculo do momento quanto o F-35 paira. Com certeza, não seria possível aos olhos humanos sem o recurso da tecnologia desfrutar dessa bela imagem. Veja vídeo:

Sunday, July 31, 2016

Americano quebra recorde saltando 7.620 metros sem paraquedas na Califórnia!

A próxima vez que você pegar em uma latinha Red Bull, lembre que esse energético tem nos proporcionado assistir esses tipos de façanhas.

Luke Aikin, um paraquedista com mais de 18.000 saltos, integrante do Red Bull Air Force, skydiver profissional, piloto, BASE jumper, doublê de vários filmes em Hollywood and filmes de televisão, e por último mas não memos importante, especialista em aviação, a uma altura de 7.620 metros (25.000 pés), pulou sem paraquedas quebrando todos os recordes da história.

A uma velocidade de 193 KM/h, ele aterrisou em uma grande rede na Califórnia.É dito que uma fotografia vale mais do que mil palavras. Quantas palavras vale um vídeo? Veja esse belo vídeo postado pela MindzFeed.


Monday, June 27, 2016

AirVenture Oshkosh 2016 – a maior feira de aviação do mundo acontece em julho.


Mês que vêm, mas precisamente de 25 à 31 de julho, os entusiastas da aviação experimental do mundo inteiro, começam a se posicionar para a maior feira do gênero: Airventure Oshkosh 2016.

A mundialmente famosa feira de Oshkosh que é realizada na cidade que dá nome ao evento, fica no estado americano de Wisconsin. O show que se chama AirVenture é organizado pela EAA - Experimental Aircraft Association, que é a poderosa associação da aviação experimental americana.

O título pode parecer apelativo mas para aqueles que já foram e tornam a voltar, sabem da sinceridade de expressão. Se você é entusiasta de aviação, então nem se fala. É como se você gostasse de futebol, falasse de futebol o dia inteiro, chorasse com o seu time, quase enfartasse com a seleção brasileira na Copa e nunca tivesse visto uma decisão no Maracanã. É simplesmente ímperdível.

Como se diz aqui nos Estados Unidos, tudo que voa está lá. Nessa semana, o aeroporto Regional de Wittman em Oshkosh se torna o aeroporto mais movimentado do mundo com milhares de decolagem e aterrisagem.

Aos brasileiros que participam com uma certa regularidade, comprovam que a aviação experimental nos Estados Unidos, não é amadora que nem no Brasil. Afinal, basta ver quem apoia os eventos. Se você já torceu o nariz da chamada “amadora”, paciência, mas é a pura verdade.

A organização, o profissionalismo, o volume de gente, o reconhecimento internacional já é tão significativo, que hoje, várias marcas homologadas, já estão expondo nessa feira.

Maiores informações você pode buscar no site oficialhttp://www.airventure.org/ ou viaje nesse belo vídeo.